Pessoas doidas, malucas e críticas! Sendo amigáveis, podem postar comentários!

30 dezembro, 2007

Oioioi, turma!

E a Doidus Productions apresenta... *prrrprrrprrrprrr*

A Dessumida

Alô pra você que é doido,
me responda o que acha.
Se não gostar do poema,
tira sarro! Vai, escracha!
O fato é que o boneco,
de pano saiu da caixa...

Tive pela madrugada,
uma surpresa na vida.
Para os padrões atuais,
uma conversa comprida.
Ela reapareceu;
minha amiga dessumida!

É o termo que eu achei,
mas por que chamá-la assim?
Porque quando faço verso,
indicando que tô ruim,
ela logo tenta lê-lo...
e reaparece pra mim!

Se faço verso magoado,
eu agora vou citar,
que por ser bem possessivo,
só espero ela voltar,
eu a espero do meu lado...
para perto dela estar!

Confesso que ainda não,
tá do jeito que eu quero,
mas presença virtual,
já é algo que eu tolero...
Pelo menos o encontro
com ela não é mais zero!

Mas antes que eu vá fazendo,
um verso que não combine,
e que eu sou um mau poeta,
você que lê, determine,
não peço fim pra amizade...
MAS QUE O POEMA TERMINE!!!

Fui,
Doidus!

1 Comments:

Blogger Odonata Anisoptera said...

Essa rima ficou melhor que algumas outras. Agora tira a dúvida: a casinha de chocolate era ao leite? Porque se for, quero um pedaço. A historinha parece sonho... seja lá o que você quis dizer com ela, gostei da composição metafórica.

3:01 AM

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home