Pessoas doidas, malucas e críticas! Sendo amigáveis, podem postar comentários!

17 junho, 2009

Você pode vir de mote,
que André Baldo te pega,
te deixando ainda mais cega,
e batendo de chicote.
Eu te boto num pacote,
te mando de preferência
cá pra minha residência
pra que possa te mostrar
que a gente só pode amar
se tiver conveniência!

Você teve a moral
de falar pro teu poeta
em uma rima completa
que ama até animal,
mas se ele não for leal,
ou não lhe der providência
qual vaca que com paciência
dá leite, vais descartar!
A gente só pode amar,
se tiver conveniência!

E que dizer da galinha,
tem certeza que a ama?
Só come já cai na cama,
depois dela bem fritinha,
temperada na cozinha,
por quem tem inteligência
de ser por coincidência
quem a louça vai lavar.
A gente só pode amar
se tiver conveniência!

Pra Camila que concorda
com a Ireuda que chegou
e do amor já falou,
pense bem; você acorda
e com bife já engorda,
comendo. Tem evidência
que eu disse indecência
ou falei só pra errar???
A gente só pode amar
se tiver conveniência!!!

Valeueueeueu Ireuda pelo mote!
Doidus!

3 Comments:

Blogger Camila said...

Eu vou é tirando meu exército dessa briga de rimador grande.. pq eu só sei rimar palavra com abracadabra!
=P

12:26 PM

 
Blogger Odonata Anisoptera said...

Estupefata com a progressão vivencial do André. E com a capacidade de defender uma posição... mesmo que esta seja rebatida com toda veemência consciente que, como tal, mascara algo mais... não que ele não defendesse antes, não é isso.
Vejamos: concordo, concordo e concordo!
Quanto à questão técnica/estética, tudo bem feito, como sempre; mas, tem um "não-sei-q" de diferente neste último, acho que mais pra estética e pro sentido mesmo.

1:34 PM

 
Blogger Diniz! said...

Visitem o Mundo Cegal!

5:54 PM

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home