Pessoas doidas, malucas e críticas! Sendo amigáveis, podem postar comentários!

18 março, 2012

Oi gente!

O meu blog morreu, que será de mim? E eu tô sem grana pra outro lá do Piaui!
Mas felizmente, graças a Deus, tenho vida pra reencarná-lo e, portanto, aparecer com mais uma postagem!

Amor e liberdade

Alguém que me lê, se é que vai ter quem me leia depois de tanto tempo adormecido, já parou pra pensar como é difícil demonstrar que se gosta de algo ou alguém? E aqui eu nem falo do amor conjugal, aquele que se tem por uma pessoa do sexo oposto ou, como diria o Juca Chaves, do ideal já que nem sempre é o oposto considerando o caso dos homossexuais ou mesmo analisando que o primeiro sinal de amor é a afinidade. Falo do amor pelo que uma pessoa é pra você, pelo que ela representa ou até entrega. E no que consiste essa dificuldade? É por ser complexo demais? Tô começando a pensar que é justamente o contrário. Por vezes é tão elementar que talvez nem um detetive de renome conseguiria enxergar a sutileza de um "Muito obrigado!" ou de um "Apreciei o que você fez!" Talvez a pessoa precise de pequenos gestos que mostrem que você está ali com ela.
- Compre-me uma rosa, me ligue do trabalho, abra a porta pra mim, no que isso te feriria? - já diria uma música do Kenny Rogers. Mas pra que isso aconteça, tem de haver a liberdade. Por vezes, entretanto, a pessoa te dá a liberdade e você não a aproveita, quando ela chega, sorridente, e diz:
- Trouxe isto pra você.
E você fala, sem pensar no esforço da pessoa, que vai analisar ou até utilizar o presente, o alimento, ou o que a pessoa tem a oferecer depois. Mas talvez seria importante pra quem deu o presente receber uma resposta naquele momento, num instante em que ela está dando carinho pra receber afeto. E se a outra pessoa demonstra que gostou mas fala algo que, por não dizer exatamente tudo que sente, fere o ser que a presenteou?
Um exemplo é a pessoa te dar, digamos, um chocolate. Você o come e diz:
- Eu faço isso pra ver que você sorri.
Quando na verdade, sabe que se a pessoa está sorrindo, isso também te faz bem. Não é pra somente agradar a pessoa, por pena do esforço ou coisa parecida, mas um comentário destes tem várias faces. Não seria tão mais fácil dizer:
- Obrigado! Teus presentes me fazem bem!
do que simplesmente colocar sobre a pessoa a responsabilidade do que você faz? Claro que no meu caso, saber que alguém faz algo por mim ainda infla o ego, mas também seria um erro porque denota que eu me sinto bem sendo culpado pelas coisas. Se me deprecio com as falhas, me animo com os êxitos quando, na verdade, nem sempre dependem de mim mas da equipe ou, em muitos casos, apenas da outra pessoa pois, se ela não se sentisse bem em fazer algo por mim, simplesmente não o faria... E aqui vão meus agradecimentos à LiLu que, por ler esta postagem em voz alta, me permitiu analisá-la e corrigí-la.

Perdido no espaço!
Doidus!

1 Comments:

Blogger Midian Moreira said...

OI DOIDUS, ESTOU COMENTANDO PRA VOCÊ SABER QUE ESTIVE E SEMPRE ESTOU POR AQUI LENDO SEUS PÔSTERES, SÃO BEM LEGAIS, ATÉ JÁ DISSE QUE VOCÊ ESCREVE MUITO BEM, QUE JÁ ERA PRA TER ESCRITO UM LIVRO, MAS QUEM SABE AINDA FAZ ISSO, NÃO É? AH, NÓS TEMOS MUITAS SAUDADES DOS DIAS QUE PASSAMOS AÍ, MAS COM FÉ EM DEUS TEREMOS OUTRA OPORTUNIDADE, ASSIM QUE TUDO SE ENCAMINHAR PRA ISSO, COMO DA OUTRA VEZ, IREMOS! NOS AGUARDE, HEM! E NEM DUVIDE DISSO, JÁ DEMOS A PROVA DE QUE SOMOS CAPAZES, RISOS... GRANDE ABRAÇO! MIDIAN

10:08 PM

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home